BRASIL E O MUNDO

Foto de jovem morta no Hopi Hari circula pela internet e mãe faz apelo emocionado

Foto mostra adolescente que morreu sentada em cadeira diferente da periciada pela polícia no Hopi Hari
Foto mostra adolescente que morreu sentada em cadeira diferente da periciada pela polícia no Hopi Hari Foto: Reprodução de imagem 

A mãe de Gabriella Nichimura, adolescente morta após cair de um brinquedo no Hopi Hari, fez um apelo na noite desta terça-feira através de seu perfil no Facebook. Silmara Nichimura pediu que os usuários da rede social excluam e não compartilhem fotos do corpo de sua filha, que têm circulado pela internet.
As imagens, que mostram o rosto de Gabriella após a queda do La Torre Eiffel, começaram a aparecer em perfis do Facebook e Orkut no fim da tarde desta terça. Em seu depoimento, Silmara afirma que não sabe a origem das fotos e diz que "não suportaria ver (a imagem) novamente".
Leia o que Silmara Nichimura escreveu no Facebook:
"Paz meus amigos, sei o qto vcs estão sendo solidários comigo e minha família, mas infelizmente há pessoas muito más que gostam de tirar proveito do sofrimento alheio. Nao sei como tiraram uma foto da minha menina Gabriella morta ...o rostinho que sempre foi lindo, todo deformado, e estão postando no Facebook e em outros sites. Por favor, se chegarem até vcs, deletem e excluam essa pessoa por favor. Qdo vi nossa que tristeza... como há pessoas más, será que já não basta esse sofrimento, o park que não está nem aí para nós. Por favor deletem, não suportaria ver novamente. Obrigado"


 

Três acusados da morte de casal de extrativistas vão a júri popular no Pará

Decisão do juiz Murilo Lemos Simão, de Marabá, foi anunciada nesta segunda.
José Cláudio Ribeiro e Maria do Espírito Santo foram mortos em maio de 2011.

Casal de extrativistas morto a tiros em estrada no Pará (Foto: Divulgação/Arquivo CNS) 
Casal de extrativistas morto a tiros em estrada no
Pará
Três acusados de envolvimento na  mortes do casal de extrativistas José Cláudio Ribeiro e Maria do Espírito Santo vão a júri popular, de acordo com a decisão do juiz Murilo Lemos Simão, de Marabá (PA). O crime aconteceu em maio de 2011, em uma estrada de acesso ao assentamento Praialta Piranheira, em Nova Ipixuna (PA). Cabe recurso.
Os réus são José Rodrigues Moreira, Lindonjonson Silva Rocha e também Alberto Lopes do Nascimento. Eles são acusados pelo duplo homicídio praticado contra os dois ambientalistas.
De acordo com as investigações policiais, as vítimas foram mortas com tiros de cartucheira, que foram disparados por dois homens escondidos em uma tocaia ao lado de uma pequena ponte de madeira na estrada de terra do assentamento. José Cláudio e Maria estavam em uma motocicleta no momento em que foram atingidos. Parte de uma das orelhas dele chegou a ser cortada pelos assassinos.
No processo, consta que o motivo do crime teria sido uma disputa por terras na região. Segundo o Tribunal de Justiça do Pará, o acusado José Rodrigues havia comprado dois lotes de terra na área do projeto extrativista e que estava ocupado por pessoas que atuavam no projeto ambiental.
Na decisão, o juiz considerou que José Rodrigues "planejou, organizou e financiou o duplo homicídio". No texto, o magistrado afirmou que Lindonjonson Silva Rocha, irmão do acusado, foi um dos executores do crime. Os dois serão julgados com os agravantes de o crime ter sido cometido por motivo fútil, por impedirem a defesa das vítimas e por terem utilizado meio cruel.
acusados (Foto: Tarso Sarraf/AE)José Rodrigues Moreira (camiseta azul) e seu irmão Lindonjonson Silva Rocha (camiseta laranja) ao chegarem a Belém após serem em setembro do ano passado (Foto: Tarso Sarraf/AE)
Ameaças de morte
A premiação póstuma oferecida pela ONU aos dois ambientalistas mortos trouxe à tona a realidade de ameaças de mortes sofridas pelos familiares do casal, que tentam manter em pé a herança ambientalista deixada pelos dois em Nova Ipixuna. Laísa Santos Sampaio recebeu uma medalha em nome da irmã e do cunhado em fevereiro deste ano.

Ela voltou a morar no assentamento Praialta Piranheira, na mesma casa onde sofreu um atentado em agosto do ano passado, e continua enfrentando o que a família considera como ira de fazendeiros e madeireiros da região. "Vivo com medo aqui. Qualquer barulho assusta, mas preciso continuar. Não são só ameaças, tem muito mais coisas que não posso falar ainda. Moro com meu marido e um casal de filhos, de 12 e 14 anos no assentamento. Precisamos cuidar do legado que José Cláudio e minha irmã deixaram na região, do espírito de proteção da floresta. Não foi à toa que foram chamados de herois da floresta na ONU", disse Laísa ao G1 após a premiação.
"A Laísa teve de voltar para a roça [assentamento] porque ela não tinha para onde ir e não tinha como se manter na cidade. Eu saí de lá para não morrer", disse Claudelice Silva dos Santos, 29 anos, que permanece no Pará, em local não divulgado por razões de segurança.
Laísa disse que a luta dela na região do assentamento era mais direcionada às pessoas, à comunidade. "Meu trabalho aqui estava mais ligado a projetos educativos e de pedagogia. Cláudio e a Maria estavam mais ligados à luta em defesa da floresta, do meio ambiente."
Fuga para viver
"As providências sobre a morte de meu irmão e de minha cunhada não foram tomadas como deveriam ser. Nem mesmo sobre as ameaças que sofremos. Eu tive de sair da minha cidade para sobreviver, para não morrer por conta dessas ameaças. Tive de arrumar emprego fora", afirmou Claudelice.

Ela contou que precisou se afastar das duas filhas e da mãe, que ainda sofre com a perda do filho José Claudio. Os encontros familiares, atualmente, são feitos na calada da noite, cada vez em um local diferente. "A gente se encontra em dias alternados, sem rotina, e articula a proteção do meio ambiente da região ainda hoje. Não posso ficar sem ver minhas duas filhas e minha mãe, que está péssima por causa da morte de meu irmão. Todos os dias ela chora, a família está toda separada. Chega a dar um nó na garganta", disse Claudelice, emocionada.
Marcados para morrer
"Nós temos mais de 100 nomes de pessoas na lista de marcados para morrer. Meu irmão era ameaçado de morte desde 2000 e nunca saiu dessa lista. Nunca nada foi feito. Agora não adianta mais, temos de cuidar de quem está vivo. Esperamos que essa premiação da ONU chame a atenção para isso. É um trabalho super reconhecido lá fora e no nosso país. A gente nunca superou, a família está totalmente destruída, esfacelada", afirmou Claudelice.

 

Bombeiros resgatam duas crianças em rio na cidade de Sousa, na PB

Crianças teriam sido levadas pela correnteza e se seguraram em pedras.
Segundo bombeiros, meninos foram resgatados sem nenhum ferimento.

Bombeiros resgataram os dois meninos após homem que passava no local acionar o resgate (Foto: Divulgação/Bombeiros) 
Bombeiros foram acionados por homem que
passava no local
O Corpo de Bombeiros resgatou por volta das 10h40 desta terça-feira (6) na zona rural da cidade de Sousa, no Sertão paraibano, duas crianças, de dez e nove anos, que estariam numa condição iminente de afogamento. De acordo com os bombeiros, cinco crianças tinham saído de casa, sem avisar aos pais, para brincar no Rio do Peixe, que corta o município de Sousa. Duas delas não conseguiram nadar, se agarraram a pedras e pediram socorro. Um homem que passava pelo local ouviu os gritos e acionou o resgate do Corpo de Bombeiros de Sousa.
saiba mais
Conforme o Major Carlos Jean, as duas crianças se encontravam agarradas em pedras embaixo de um ponte conhecida como passagem molhada, próximo à entrada da área rural conhecida como Carnaubinha, em Sousa. "Os meninos estavam embaixo da ponte, próximos a um bueiro, onde a correnteza fica ainda mais forte. Talvez com as brincadeiras tenha faltado forças para as duas crianças, que também não levaram em consideração o aumento do nível do rio com as recentes chuvas", comentou.
Após o resgate, os dois meninos foram levados às suas casas sem nenhum tipo de ferimento e suas famílias foram avisadas sobre o ocorrido. O Corpo de Bombeiros recomenda às famílias que moram em áreas ribeirinhas que nunca deixem seus filho desacompanhados, principalmente em períodos chuvosos, quando o nível dos rios sobe e materiais que ficam nas encostas podem ser arrastados.

 

Motorista que atropelou seis crianças se entrega à polícia




Jorge Luiz Matias, motorista que atropelou seis crianças em São João de Meriti se apresenta à polícia
Jorge Luiz Matias, motorista que atropelou seis crianças em São João de Meriti se apresenta à polícia Foto: Fernando Quevedo / O Globo

RIO - O motorista que atropelou seis crianças, matando duas delas, em São João de Meriti, se entregou à polícia na madrugada deste sábado. Acompanhado de dois amigos, Jorge Luiz Matias se apresentou na 39ª DP (Pavuna). Policiais militares do 21º BPM (São João de Meriti) foram acionados e levaram o acusado para a 54 DP (Belford Roxo), que estava funcionando como Central de Flagrantes, onde ele foi ouvido pelo delegado Antônio Silvino Teixeira.
Na delegacia, Jorge alegou que seu carro estava com a bateria arriada e tentou fazê-lo pegar no tranco, buscando impulsão na ladeira. Na descida, ele disse ter perdido a direção do carro e tentado frear. Ele reconheceu que tinha bebido quatro latas de cerveja e estaria saindo de casa para beber mais. Jorge negou que tivesse a intenção de atropelar as crianças:
— Como eu poderia fazer isso? Tenho três filhos, duas gêmeas de 8 anos e um menino de cinco meses.
Jorge disse ter 42 anos e que é motorista de coletivo aposentado. O acusado foi encaminhado para realizar o teste de alcoolemia. Segundo o delegado Teixeira, Jorge ficaria detido e pode vir a ser acusado de homicídio doloso. O caso ficará a cargo da 64ª DP (São João de Meriti), onde já havia sido feito o registro inicial.
O atropelamento aconteceu na tarde de sexta-feira, em São João de Meriti. O carro conduzido por Jorge subiu na calçada e atingiu seis crianças. Os irmãos Caio Tiago Neves Oliveira, de 2 anos, e Tyele Vitória Neves de Oliveira, de 5, não resistiram aos ferimentos e morreram. A prefeitura informou que duas crianças já receberam alta e outras duas estão hospitalizadas, e seu estado de saúde é estável.
Uma delas, Nayara Aparecida, de 15 anos, que teve um ferimento no pé, mas já recebeu alta, contou que as crianças reuniram-se após comprar biscoitos e refrigerantes, para fazer um lanche.
— A gente estava na calçada comendo e brincando. Tinha ainda mais crianças no meio. Ele pediu ajuda para empurrar o carro, deu ré e depois desceu a ladeira gritando para a gente sair da frente, ou ele iria atropelar todo mundo — relatou.
O motorista teria fugido do local do acidente sem prestar socorro às crianças. Uma testemunha contou que as vítimas são todas moradoras da Rua Laura Arruda, onde elas estavam reunidas após comprarem biscoitos e refrigerantes, para fazer um lanche. As crianças estavam na calçada quando foram imprensadas pelo veículo, uma Belina, dirigido por Jorge.
— Ele (o motorista) conseguiu fugir quando o carro começou a ser apedrejado por vizinhos. A casa dele foi depredada e saqueada pela população — contou uma moradora.



 Após reunião, representantes da PM decidem manter greve na Bahia

Representantes da Aspra definiram que greve continua.
Coronel Castro disse que para o comando da PM, greve já não existe mais.


pms; bahia; greve (Foto: Margarida Neide/Agência A Tarde)Após assembleia, PMs decidem manter greve. (Foto: Margarida Neide/Agência A Tarde)
Terminou no início da noite desta sexta-feira (10) a reunião realizada pela Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares (Aspra), na Bahia. Durante encontro, PMs decidiram que greve continua. A reunião aconteceu na sede do Sindicato dos Bancários, no bairro dos Aflitos, em Salvador. Cerca de 300 homens participaram da assembleia. No início da noite, representantes saíram cantando que a greve da Bahia continua.
O comandante geral da Polícia Militar da Bahia, coronel Alfredo Castro disse na manhã desta sexta-feira (10) que, para o Comando da Polícia Militar, a greve já não existe mais. "Tudo tem começo, meio e fim. Na minha ótica, o fim da greve está decretado. Existe uma pequena minoria que resiste à convocação do comando da PM", disse em entrevista coletiva.
"O que está acontecendo agora, a partir de hoje, é que o comando está tomando como ausência ao serviço e vai abrir um processo administrativo para avaliar as punições", afirmou. Entre as punições anunciadas, haverá corte nos pontos, que não terá caráter retroativo aos dias de greve. As associações envolvidas no movimento ainda se pronunciaram. Nova assembleia está marcada para o fim da tarde desta sexta-feira.
Ainda segundo o comandante, um levantamento feito até as 9h desta sexta-feira apontava que 85% dos policiais militares já estavam nas ruas de Salvador e região metropolitana. Ele admitiu, no entanto, que em bairros do subúrbio da capital há ausência expressiva de policiamento. "Buscamos reforço de tropas de reserva como o Choque e unidades especializadas como a Caartinga", disse.
Trânsito é normal nas principais vias de Salvador nesta sexta-feira (9) (Foto: Reprodução/ TV Bahia) 
Aos poucos, rotina na capital vai voltando ao normal
 
Sobre o interior do estado, o coronel Alfredo Castro informou que o comando das unidades da PM responsável pelo policiamento nas regiões oeste e norte da Bahia, afirmou que 80% do efetivo está trabalhando normalmente nesta sexta-feira. "No interior, 80% dos policiais já voltaram ao trabalho. Estamos fazendo intervenções em cidades do sul, como Ilhéus, Itabuna e Porto Seguro e Paulo Afonso, no norte, onde ainda o efetivo não é satisfatório para que o policiamento volte ao normal", disse o comandante da Polícia Militar.
saiba mais
A greve da PM começou no dia 31 de janeiro, após decisão de integrantes da Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra). O presidente da entidade e ex-policial militar Marco Prisco foi preso na quinta-feira (9), durante desocupação do prédio da Assembleia Legislativa da Bahia.
Oficiais
Policiais militares filiados à Associação dos Oficiais da PM da Bahia (AOPMBA) se reuniram na noite de quinta e decidiram não aderir à greve de parte da categoria. "Nós estamos juntos com seis associações e todas são a favor do fim da greve, embora a proposta do governo, principalmente a questão salarial, não atenda às nossas necessidades", disse Edmilson Tavares, presidente da AOPMBA. Convocada em caráter extraordinário, a reunião teve 205 participantes: 151 votaram contra a greve e 54 foram favoráveis.
Também na noite de quinta-feira, a assessoria do governo do estado reafirmou que o governador Jaques Wagner não apresentará uma nova proposta aos PMs. De acordo com a Secom, não há orçamento para ceder um aumento superior aos 6,5% propostos. O pagamento das Gratificações por Atividade Policial, as chamadas GAPs, que estão entre as reivindicações dos grevistas, também só poderão ser pagas a partir de novembro deste ano.
Embora a Assembleia Legislativa tenha sido desocupada na manhã de quinta-feira, a greve foi mantida na Bahia. Policiais vinculados à Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares (Aspra), grupo que liderava a ocupação, passaram o dia reunidos no Sindicato dos Bancários, no Largo dos Aflitos, em Salvador.
Os oficiais da PM, que preferem negociar sem cruzar os braços, dizem colocar o bem da população em primeiro lugar. "Nossa intenção não é enfraquecer o movimento, mas não podemos paralisar nossas atividades prejudicando o povo baiano, o povo baiano já sofreu muito. Agora é momento de união, de reconstruir", disse Edmilson Tavares.
Tavares se mostrou surpreso ao ser informado por jornalistas, ao fim da reunião, que a categoria entrou em greve no Rio de Janeiro. "Não, o comando aderiu? Estou sabendo agora, mas infelizmente há uma orquestração dessas greves. Quando o movimento começou, sem a nossa participação, nós sempre fomos mediadores, e nós estamos assim, não podemos deixar o povo sofrer, nossa decisão foi em favor do povo", afirmou.
Carnaval
Durante a coletiva desta sexta, o coronel Alfredo Castro comentou sobre a permanência dos homens do Exército na capital baiana e também sobre o planejamento de segurança durante o carnaval, que começa na quinta-feira (16). "Estamos passando por um momento de transição, o Exército fica no reforço do policiamento até essa transição acabar. O planejamento para o carnaval está mantido. Esse plano é feito sempre após o carnaval do ano anterior. Teremos o reforço de cerca de 3.200 policiais militares de cidades do interior. Serão deslocadas tropas como o Choque e unidades especializadas, como a Caatinga. O policiamento está garantido", afirmou.
Histórico da greve na Bahia (Foto: Arte/G1)

 

Areia Vermelha é opção para quem busca sossego ou badalação na PB

Passeio é diferente em cada época do ano e até em cada dia da semana.
Ilha é santuário para espécies que vivem em área de recifes.




Suspeita-se de que tom avermelhado da areia da ilha seja devido à grande concentração de ferro (Foto: Krystine Carneiro/G1)Tom avermelhado da areia pode ser resultado da concentração de ferro
A pequena ilha batizada de Areia Vermelha, na Paraíba, é destino que pode combinar com diferentes programas. Dependendo da época escolhida, ela pode ser considerada um paraíso onde é possível encontrar isolamento e águas calmas. Em outros, a faixa de areia vira ponto de badalação e concentra a maior parte da frota de jet skis e de barcos do litoral paraibano.
Com vista para as cidades de João Pessoa e Cabedelo, ela é parte do Parque Estadual Marinho de Areia Vermelha. O local é um banco de areia temporário localizado a 15 minutos da Praia do Poço e que só aparece durante a maré baixa.
Programação Turismo Paraíba (Foto: Arte/G1)
A ilha foi batizada assim devido à coloração avermelhada da areia. Segundo o coordenador de Estudos Ambientais da Superintendência de Administração do Meio Ambiente da Paraíba (Sudema), Jerônimo Villas Boas, a suspeita é que a cor seja resultado da grande concentração de ferro na região. No entanto, a confirmação oficial virá de testes que estão em processo de finalização.
Areia Vermelha tem características diferentes dependendo da época do ano e do dia da semana em que é visitada. Aos sábados e domingos, quando a maré está baixa entre 9h e 13h, a ilha fica lotada e bem agitada. Na alta estação, de dezembro a março, o clima é de paquera. O local é sempre bem frequentado no verão, principalmente aos fins de semana.

É importante ficar atento à tábua de marés antes de conhecer Areia Vermelha. A maré ideal é de no máximo 0,4m, quando a areia fica à mostra. Com marés muito altas a visitação fica inviável. O passeio pode ser de barco, jet ski ou catamarã e dura cerca de três horas, dependendo do tempo de estadia na ilha.

Para os turistas que querem mais calma a dica é que façam o passeio durante a semana. Wanderson Teodoro, de Campinas, SP, levou a esposa Lara e a filha de 2 anos, para passar férias na Paraíba e aprovou o passeio. “É uma sensação de isolamento, de maior contato com a natureza”, disse Wanderson.

saiba mais 
Depois de ter feito outros passeios pelo litoral, Lara elegeu Areia Vermelha como o melhor deles. “Tem a tranquilidade da água e é maravilhoso para nadar com criança”, complementou. A água rasa e sem muitas ondas deixa os pais à vontade para deixarem seus filhos brincarem sozinhos. Porém, é importante que os adultos fiquem atentos às âncoras das embarcações para que as crianças não se machuquem nelas.
Lara Teodoro aprovou a ilha pois sua filha de 2 anos pode brincar com tranquilidade (Foto: Krystine Carneiro/G1) 
Lara aprovou a ilha pois sua filha de 2 anos pode
brincar tranquilamente
A ilha proporciona uma bela vista do Oceano Atlântico e da costa paraibana com o conforto de mesas próximas ao mar e de bares flutuantes que atendem aos visitantes de Areia Vermelha. No parque, o turista pode degustar o caranguejo no típico molho de coco a R$ 4 a unidade, além do coquetel de frutas, com ou sem álcool, servido em um abacaxi, por R$ 10.

O visitante também poderá provar outros pratos típicos de ambientes praianos, como uma porção de agulhinha (R$ 28), uma porção de abacaxi fatiado com raspas de limão (R$ 5) ou um peixe inteiro, cujo preço e tamanho é negociado diretamente com o garçom. O cardápio variado de bebidas tem desde cachaça (R$ 1 a dose) até whisky (R$ 7 a dose) e os bares ainda aceitam cartão de crédito.

Bandeiras limitam o acesso dos visitantes aos corais da ilha de Areia Vermelha (Foto: Krystine Carneiro/G1)Bandeiras limitam o acesso dos visitantes aos corais da ilha de Areia Vermelha (Foto: Krystine Carneiro/G1)
A ilha de Areia Vermelha tem um banco de corais onde os visitantes podiam mergulhar. Porém, com a definição de normas emergenciais para preservar o parque, em 2007, o acesso aos corais foi limitado por bandeirinhas e agora é pertimitido apenas tirar fotos deles. Regras definitivas para Areia Vermelha ainda vão ser estabelecidas no Plano de Manejo, segundo Villas Boas.

Estima-se que as águas de Areia Vermelha protejam ao menos nove espécies de corais, nove tipos de esponjas-do-mar, 41 de moluscos, 31 de crustáceos, 55 de peixes, entre outros grupos da fauna recifal. Várias espécies de peixes vivem nos recifes da ilha, como pargos, sirigados, garoupas e meros.

Frota de barcos
Segundo informações do capitão dos Portos da Paraíba, o comandante Paulo Santos de Oliveira, a maior concentração de embarcações que atuam em esporte e recreio na Paraíba, incluindo catamarãs, jet skis e lanchas, está na ilha de Areia Vermelha. De acordo com ele, um dia de final de semana durante a alta estação pode reunir centenas de barcos no parque. A lista segue com Picãozinho, em João Pessoa, e Praia do Poço, Camboinha, Jacaré e Prainha, todos em Cabedelo.

Na Paraíba, estão inscritos na Capitania dos Portos aproximadamente 3 mil embarcações de esporte e recreio, sendo que 1,2 mil são apenas de jet skis. Esse número abrange também os barcos que ficam no interior do estado, principalmente em açudes como os de Coremas, Cajazeiras e Boqueirão.

Não existe restrição quanto ao número de embarcações que vão a Areia Vermelha e passam por lá, diariamente, embarcações particulares e comerciais. Por isso, a Sudema não tem estimativa de quantas embarcações circulam pela região por dia. Porém, todos os prestadores de serviços que atuam na ilha são cadastrados no órgão. Ao todo, são seis barcos bares e 17 catamarãs.

Com a chegada da alta temporada, que, segundo o comandante Paulo, dura de dezembro a março na Paraíba, a Capitania dos Portos intensificou a fiscalização das embarcações com a Operação Verão 2011/2012, para garantir a segurança no mar e minimizar acidentes envolvendo barcos e banhistas.


Segundo empresa, funcionários sofreram ferimentos leves e foram levados para hospitais

Três comissários de bordo ficaram feridos durante uma turbulência em um avião que saiu de Recife (PE), e seguia para Miami, nos Estados Unidos, no último domingo (22).

A empresa responsável pelo voo 980 informou que 167 passageiros estavam a bordo e que os comissários que se feriram estavam de pé e foram levados para hospitais em Miami. Eles tiveram apenas ferimentos leves. 

De acordo com a TV americana Local 10, um passageiro contou que um carrinho de comida de bordo chegou a se soltar dentro da aeronave e atingiu outro passageiro.

Em entrevista, uma passageira brasileira, identificada como Christianne Menezes, disse que "temeu por sua vida". Outro passageiro, Gillas Correa, comparou a turbulência uma montanha-russa.

- Havia muitas pessoas gritando, chorando. Nunca tinha visto nada parecido com isso, nem em uma montanha-russa. Algumas pessoas se chocaram contra o teto do avião.

De acordo com autoridades, os tripulantes feridos foram transportados para hospitais da região metropolitana de Miami.

 

Número de mortos no naufrágio na costa da Itália sobe a 15

Mais dois corpos foram achados nesta segunda-feira (23).
Investigações sobre as responsabilidades no acidente continuam.






As autoridades anunciaram nesta segunda-feira (23) que mais dois corpos de vítimas do cruzeiro Costa Concordia foram achados, elevando a 15 o número de mortos no acidente ocorrido em 13 de janeiro.

Há pelo menos 19 desaparecidos.

Os corpos estavam no deck número quatro, segundo Franco Gabrielli, chefe da Defesa Civil.

saiba mais


Os corpos são de duas mulheres e estavam próximos a um cybercafé no navio, que segue adernado e parcialmente submerso junto à ilha de Giglio, no Mar Tirreno, a cerca de 40 quilômetros da costa da Itália.

Os cadáveres ainda não foram removidos, e a nacionalidade das vítimas ainda precisa ser determinada.

Mergulhadores retornam após mais uma jornada de buscas no Costa Concordia nesta segunda-feira (23) (Foto: AP)Mergulhadores retornam após mais uma jornada de buscas no Costa Concordia nesta segunda-feira

As buscas na embarcação, realizadas em condições muito difíceis, segundo os mergulhadores, avançam lentamente devido ao tamanho do navio, do comprimento de três estádios de futebol e da altura de um edifício de 20 andares.


Ao mesmo tempo, um comitê de especialistas deveria tomar a decisão nesta segunda-feira sobre o início do bombeamento das 2.380 toneladas de combustível contidas nos tanques do barco.

"Hoje será decisivo, seguramos nossa respiração para ver se será possível começar o bombeamento sem deter a busca das pessoas desaparecidas", indicou à AFP o prefeito de Giglio, Sergio Ortelli.

Segundo os socorristas, a chance de encontrar sobreviventes é mínima, dez dias depois da catástrofe. Um navio oceanográfico com câmeras de alta definição deve chegar em breve para explorar o fundo do mar em busca de corpos eventualmente bloqueados embaixo do Costa Concordia, de 114.500 toneladas.

Paralelamente, continua a investigação para determinar a responsabilidade exata do capitão do navio, Francesco Schettino, no acidente.

Pouco antes de ser detido após o naufrágio, o capitão teria se reunido em seu hotel com uma "elegante loira" a quem teria entregado seu computador pessoal. Segundo a imprensa italiana, seria uma advogada vinculada à empresa proprietária do navio, Costa Crociere, mas a companhia desmentiu "categoricamente" ter recebido "algo de Schettino" depois do acidente.

Por sua vez, a rapidez do capitão no momento do acidente continua suscitando perguntas. Quando o barco gigante se chocou com um recife, o que provocou o naufrágio, estava na ponte com várias pessoas que não deveriam estar ali, segundo a imprensa, como o maitre Antonello Tievoli, que queria mostrar a ilha da qual é oriundo.

O pequeno grupo teria trocado piadas, o que teria impedido o capitão de se concentrar quando o navio ia muito rápido (15 nós). Depois, quando a gravidade do acidente era evidente, Schettino teria se retirado brevemente ao seu camarote.

A imprensa italiana também insistia no fato de que a saudação do barco à costa teria sido prevista e autorizada pela Costa Crociere antes da partida da embarcação de Civitavecchia, o que a companhia nega desde o início.

Outro mistério é que o comissário do governo para a catástrofe, Franco Gabrielli, disse temer que a lista de desaparecidos seja maior.

Gabrielli citou o caso de uma húngara, reivindicada por sua família, que estaria a bordo do navio convidada por um membro da tripulação, mas que não havia sido registrada.

Para Gabrielli, "poderia haver, em teoria, uma quantidade X de pessoas a bordo do navio e que não seriam reivindicadas porque eram clandestinas".

Mas, segundo Manrico Giampedroni, que estava a cargo da segurança do "Concordia", é "impossível", já que "Costa é uma empresa séria".

Dos 13 corpos encontrados, apenas 8 foram identificados. Cerca de 20 pessoas ainda estão desaparecidas.

 

 

Segundo defensor, ela e marido deverão prestar depoimento.
Advogado de Maria Verônica afirmou na sexta (20) que gravidez era falsa.



Mulher que dizia estar grávida de quadrigêmeos em Taubaté (Foto: Rogério Marques/O Vale/AE) 
Mulher que dizia estar grávida de quadrigêmeos em
Taubaté 
A mulher que disse estar grávida de quadrigêmeos na cidade de Taubaté, no Vale do Paraíba, interior de São Paulo, deverá prestar depoimento à polícia nesta semana. Na sexta-feira (20), o advogado de Maria Verônica Vieira, Enilson de Castro, admitiu que a gravidez era uma farsa.
Na manhã desta segunda-feira (23), o advogado de Maria Verônica disse que irá se reunir com ela, com o marido e com seu advogado ainda nesta tarde. Todos deverão ir até a delegacia nos próximos dias.
Maria Verônica não deu nenhuma declaração desde o anúncio da farsa. A professora, de 25 anos, disse ao advogado que está "destroçada" com a situação, mas não há explicação sobre o que a levou a mentir.
saiba mais
A história da gravidez de quadrigêmeos surgiu no início do ano. Na ocasião, a mulher disse em entrevistas que as quatro crianças eram meninas e teriam como primeiro nome Maria. Depois da divulgação da "supergravidez", um médico que atendeu a mulher no segundo semestre do ano passado afirmou que, na ocasião, ela não estava grávida. A polícia começou a investigar o caso. Havia rumores também de que o casal tinha apresentado a ultrassonografia de outra grávida.
O advogado assumiu a defesa de Maria Verônica na madrugada de sexta-feira, por volta das 4h. Enilson de Castro disse acreditar que o marido dela não sabia da farsa e que outros familiares também não. Segundo o advogado, todos estavam muito abalados com o caso. Ele admitiu que a cliente usava "uma barriga de silicone" com enchimentos. O advogado disse que a mulher, inclusive, se prontificou a doar os presentes que ganhou.
O defensor disse que a mulher não desmentiu a gravidez antes por causa da grande repercussão que o caso tomou. A probabilidade de uma gravidez espontânea de quadrigêmeos é de 1 para 512 mil. O advogado que antes cuidava do caso, Marcos Leite, agora é contratado apenas do marido.
Médico
O obstetra Wilson Vieira de Souza disse que Maria Verônica Vieira realizou um exame de ultrassom que não atestou a gravidez. “Ela veio ao meu consultório em junho, dizendo que estava grávida. Eu pedi o exame de ultrassom e ela só me trouxe no dia 30 de agosto. Também pedi exame de gravidez, mas ela não trouxe. Naquele dia, ela não estava grávida”, afirma. De acordo com Vieira, ela voltou ao consultório no dia 21 de outubro, com novos exames. “Falei que não tinha dado gravidez. Aí, quando chegou janeiro, vi as reportagens e achei que a conhecia”, conta.

O delegado seccional de Taubaté, Ivahir Freitas Garcia Filho, disse que vai dar sequência ao inquérito que apura o caso. Ele pretende ouvi-la nos próximos dias. O delegado afirmou na quarta que “a polícia instaurou o inquérito para ver se o comportamento dela tem algum cunho que infrinja a legislação penal brasileira". Um dos objetivos da investigação é atestar se a mulher obteve algum tipo de vantagem econômica com a falsa gravidez.

 

PM acusado de matar torcedor próximo ao Bezerrão é condenado por homicídio

José Barreto alegou que pretendia obrigar o rapaz a deitar-se para
 algemá-lo e retirá-lo do local, apenas (Monique Renne/CB/D.A Press)
José Barreto alegou que pretendia obrigar o rapaz a deitar-se para algemá-lo e retirá-lo do local, apenas

O sargento da Polícia Militar José Luiz Carvalho Barreto, acusado de atirar contra o torcedor paulista Nilton César de Jesus em 2008 durante tumulto nas proximidades do Estádio Bezerrão, foi condenado a dois anos e dois meses de detenção por uma juíza da Auditoria Militar do DF. A sentença foi divulgada nesta sexta-feira (13/1). O tiro, que teria sido acidental, provocou a morte do rapaz de 26 anos. O réu foi sentenciado por homicídio culposo (quando não há intenção de matar).

Segundo informações do processo, o sargento estava escalado para patrulhar a região próxima ao estádio, localizado no Gama, a 30km do Plano Piloto, na tarde de 7/12/2008, onde ocorreria uma partida entre São Paulo e Goiás. A denúncia, de acordo com nota no site do Tribunal de Justiça do DF e Territórios (TJDFT0), afirma que José Barreto deparou-se com integrantes de uma torcida organizada atirando pedras nos membros da torcida oposta. O processo relata ainda que, "com o propósito de efetuar a prisão de um dos torcedores, (o sargento) passou a segui-lo (Nilton César de Jesus) com a arma em punho, determinando que parasse. Ao se aproximar do rapaz, desferiu-lhe um golpe nas costas com a arma de fogo, que disparou, atingindo-lhe a cabeça e provocando sua morte quatro dias depois", afirma os autos segundo nota divulgada. O mesmo projétil teria ricocheteado e ferido no quadril uma adolescente que estava nas proximidades.

Em seu interrogatório, o policial argumentou que por não ter sido obedecido pelo torcedor Nilton de Jesus quando lhe foi pedido para se deitar, o sargento desceu com a arma nas costas do jovem, mas que seu dedo não estava no gatilho nesse momento. José Barreto ressaltou que pretendia obrigar o rapaz a deitar-se para algemá-lo e retirá-lo do local e que não teve a intenção de disparar a arma de fogo.

O sargento ergueu os braços após o disparo que matou o torcedor 
(Monique Renne/CB/D.A Press)
O sargento ergueu os braços após o disparo que matou o torcedor

Contudo, a sentença proferida aponta que não há possibilidade de desculpas para a ilegalidade da conduta. Segundo o TJDFT, a juiza argumenta ainda que "em situações como aquela, deve-se exigir muito mais cautela da parte de policial militar em ação."


Com informações do TJDFT.

  Criminalista afirma que houve estupro no BBB-12


http://4.bp.blogspot.com/-w2Q8RnDpUIA/TxNFoZV4j4I/AAAAAAAACmo/RZ_HxMcYVec/s1600/DANIEL+E+MONIQUE+ESTUPRO+BBB12.jpg

Os boatos de estupro no BBB12 na madrugada deste domingo (15/01), que agitaram as redes sociais durante todo o dia, podem ser indícios de crime por parte do paulista Daniel, caso a estudante de administração gaúcha Monique, 23, não tenha consentido com as ações do modelo debaixo do edredon.

http://imgs-srzd.s3.amazonaws.com/srzd/upload/e/s/estupro_bbb12.jpg
De acordo com o advogado criminalista e presidente da Academia Paulista de Direito Criminal, Romualdo Calvo Filho, qualquer forma de satisfação sexual sem o consentimento da outra parte – mesmo que não inclua penetração – é abuso ou estupro.
"A lei até o ano passado fazia distinção entre estupro e abuso. O estupro era quando havia penetração. Afora essa penetração, seria atentado violenta ao pudor. Com o advento dessa lei, tudo está unificado", diz o advogado. "Se realmente não houve o consentimento dessa mulher, houve ali um abuso e um estupro.”
Calvo Filho explicou também que as imagens divulgadas no pay-per-view do programa — pacote de TV paga que permite acompanhar a casa do BBB 24h por dia — podem servir como objeto de investigação, no caso da abertura de um inquérito policial.

http://i1.r7.com/data/files/2C95/948F/34D2/3CDF/0134/E29F/B8F9/2B59/monique%20e%20daniel.jpg
No entanto, só Monique pode abrir um processo. “Um inquérito policial pode ser aberto como uma ação penal pública condicionada a uma representação, em que só ela pode dar entrada”, afirma Romualdo. Segundo o advogado, a estudante tem seis meses para agir.

VEJA O VIDEO:  

A gaúcha, que bebeu muito durante a primeira festa do programa, iniciada na noite de sábado, ainda não sabe ao certo o que fez com Daniel no quarto. Mas ela, naturalmente, não viu o vídeo da cena, que circulou pela internet ao longo deste domingo.
Da revista Veja


Mãe grávida de quadrigêmeos em Taubaté pode ser farsa

http://www.rota83.com/wp-content/uploads/2012/01/gravida-quadrigemeos-taubate-03.jpeg

 A moradora de Taubaté (SP), Maria Verônica Aparecida Vieira, 25 anos, pode não estar grávida de quadrigêmeas, como afirma. A afirmação é do obstetra Wilson Vieira de Souza, que diz que em um ultrassom feito em agosto de 2011, não constava que a “supermãe” estava grávida. As informações são do Domingo Espetacular.

De acordo com o médico, o exame, que mostra as condições do feto foi feito no dia 30 de agosto, não apontava nenhuma gravidez. Maria Verônica fez a última consulta em seu ambulatório em outubro, há dois meses e meio atrás. Segundo Souza, ela era sua paciente desde dezembro de 2010.

- Ela se consultou no dia 21 de outubro, com o retorno para o dia 31 de outubro de 2011. Foi a última vez que ela passou por consulta aqui na minha clínica. Ela tinha um corpo normal. Não compatível com uma gravidez.


A reportagem do Domingo Espetacular teve acesso à ultrassonografia de Maria Verônica. O documento diz “que o útero da paciente está com o tamanho dentro dos parâmetros considerados normais, sem conteúdos importantes a se considerar em sua cavidade, principalmente que sugiram um possível estado gestacional".


A descrição revela que não há possibilidade de a mulher estar grávida. Para tirar a dúvida, a reportagem levou o exame a dois outros ginecologistas, sem nenhuma relação com essa história.


Eles analisaram o documento e afirmam: o resultado não é o de uma mulher grávida. 



Pré-candidata esteve ao lado do prefeito Veneziano Vital do Rego e de lideranças do PMDB em coletiva, em Campina Grande



Tatiana Medeiros agradeceu a escolha de seu nome para a pré-candidatura
A pré-candidata a prefeita de Campina Grande, Tatiana Medeiros (PMDB), disse na manhã desta sexta-feira, 13, durante entrevista coletiva na sede da Associação Campinense de Imprensa (ACI), que não acredita no prolongamento das discordâncias levantadas em torno da sua indicação pelo vice-prefeito José Luiz Júnior, e pelo ex-deputado federal Walter Brito Neto.
Tatiana afirmou que encara como natural a postura dos dois ex-postulantes peemedebistas, no período em seguida a indicação de seu nome. Segundo ela, esta situação é incomoda, mas irá ser resolvida ao longo dos dias através de conversas internas do partido.
“Vou sentar e conversar com os dois a respeito da manutenção do projeto que já vem dando certo em Campina Grande, através da gestão do prefeito Veneziano (Vital do Rego). Tenho certeza que todos abraçarão em torno do projeto do PMDB”, disse Tatiana, que acredita que esse mal estar será resolvido antes das convenções do partido, marcadas para junho.

Pré-candidatura



Peemedebistas estiveram reunidos em coletiva na ACI (Crédito: Marcos Wéric)
A pré-candidata, que também é secretaria Municipal de Saúde, agradeceu ao partido pela escolha, a Deus e ao prefeito Veneziano, e disse que há poucos anos jamais imaginaria estar passando por esse momento.
Já o prefeito Veneziano Vital do Rego rebateu as informações publicadas por alguns veículos da imprensa de que a pré-candidatura de Tatiana seria uma escolha pessoal dele. “Infelizmente, o mundo político da Paraíba ainda não está acostumado a decisões democráticas como está”, disse Vené referindo-se a realização de pesquisas que culminaram na escolha.
Também estiveram presentes a coletiva o Senador Vital do Rêgo; a Presidente do PMDB de Campina Grande e deputada Federal Nilda Gondim; a primeira dama e presidente a Funasa, Ana Claudia Vital do Rêgo, além de vereadores e representantes dos partidos coligados e lideranças políticas.
Ângelo Medeiros com Marcos Wéric

 

Motociclista trafega na contramão pela BR-101 e morre após colisão com veículo

Vítima estava trafegando pelo acostamento e pela contramão quando foi atingido pelo veículo



Motociclista vinha trafegando pela contramão e no acostamento
Um grave acidente vitimou o motociclista Fábio Soares da Silva Junior, de 27 anos, na noite desta quarta-feira, 11, na BR-101 em frente à Gráfica Santa Marta, no sentido Recife/João Pessoa, após bater de frente com um Fiat Uno de cor branca, placa MNQ-3651 de Alhandra-PB.



Motorista do Fiat Uno fugiu do local após o acidente
A vítima estava trafegando em uma motocicleta Traxx, indo pelo acostamento na contramão, quando foi atingido de frente pelo veículo. O impacto foi tão grande que Fabio Júnior morreu em cima do capor do veiculo.
O motorista do Fiat Uno ainda não foi identificado, pois teria abandonado o veículo e fugido após a colisão. Uma guarnição da Polícia Rodoviária Federal (PRF) ficou no local até o corpo ser removido para a Gerência Executiva de Medicina e Odontologia Legal (Gemol), que fica localizada no bairro do Cristo Redentor, em João Pessoa.

Estudo de ONG mexicana coloca a cidade como a 29ª mais violenta.
Entre as 14 cidades brasileiras que aparecem na lista ela é a sétima.



Um estudo feito pela organização não governamental mexicana Conselho Cidadão para a Segurança divulgado nesta sexta-feira (13) aponta a cidade de João Pessoa como uma das 50 mais violentas do mundo. A capital paraibana é uma das 14 cidades brasileiras que aparecem no ranking. As informações foram divulgadas pela Agência Brasil.
saiba mais
A lista da ONG foi feita com base na quantidade de homicídios em relação ao número de habitantes. João Pessoa aparece 29º lugar com uma taxa de 48.64 homicídios para cada grupo de cem mil habitantes. Entre as cidades brasileiras que aparecem no ranking, a capital paraibana é a sétima, atrás de Maceió (terceira na lista geral), Belém, Vitória, Salvador, Manaus e São Luiz .

O topo da lista do Conselho Cidadão para a Segurança é ocupado pela cidade de San Pedro Sula, em Honduras, com uma taxa de 158.87 homicídios para um grupo de 100 mil habitantes. Em segundo lugar, está Juárez, no México, com uma taxa de 147.77.

De acordo com o Mapa da Violência 2012, João Pessoa é apontada como a segunda capital mais violenta do país, com um crescimento de 157,1% no número de homicídios entre 2000 e 2010. O estudo foi divulgado em dezembro e foi elaborado com base em informações do Ministério da Justiça e do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM), do Ministério da Saúde.

Em novembro, um levantamento feito pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública apontou que a Paraíba ocupa o segundo lugar no ranking de violência do país. O cálculo foi feito com base em números de 2010, ano em que foram registrados 1.438 homicídios dolosos, com intenção de matar, no estado. Os dados fazem parte da 5ª edição do Anuário Brasileiro de Segurança Pública.

 

 Governo fecha 192 escolas, mas garante ampliação da rede

Em toda a Paraíba, 192 escolas estão passando pelo processo de reordenamento

Na Paraíba, o Governo está fechando quase duas centenas de escolas estaduais, mas mesmo assim garante que está acontecendo em paralelo à ampliação da rede de ensino. De acordo com o Governo, essas ações, executadas por meio da Secretaria de Estado da Educação (SEE), visam qualificar a rede estadual e melhorar a educação no Estado.
Em toda a Paraíba, 192 escolas estão sendo fechadas e para compensar  a SEE promete entregar, entre janeiro e março deste ano, 24 unidades escolares, além de financiar, por meio do Pacto Social com os municípios, 246 novas salas de aula – o que corresponde a outras 27 novas escolas. Ao todo, 291 escolas já foram reformadas ou ainda estão passando por reformas em toda a Paraíba.
Previsto na Lei Nº 10.172, de 9 de janeiro de 2001, o reordenamento é uma ação que faz parte do Plano Estadual de Educação (aprovado em 2006 na Paraíba), prevendo a ocupação racional dos estabelecimentos de ensino com o objetivo de facilitar a delimitação das escolas de Ensino Médio, separadas dos primeiros anos do Ensino Fundamental.
O reordenamento começou ainda no início do governo, em 2011, quando equipes da SEE percorreram todas as 1.036 escolas estaduais localizadas nas 12 Gerências Regionais de Educação (GRE), por meio do projeto "Caminhos da Gestão Participativa”. As equipes visitaram as escolas e constataram a realidade de cada unidade de ensino do Estado para, diante do que foi encontrado, traçar um plano de reordenamento. "A meta é organizar a nossa rede, para que possamos investir mais no objetivo da SEE, que é a formação qualificada dos nossos alunos”, disse a secretária executiva de Estado da Educação, professora Márcia Lucena.
Segundo o Ministério da Educação (MEC), é obrigação do Estado a oferta dos últimos anos do Ensino Fundamental (6º ao 9º ano), o Ensino Médio, o Ensino Técnico e Profissional e a Educação de Jovens e Adultos (EJA). Ainda de acordo com o MEC, as creches e os primeiros anos do Ensino Fundamental (1º ao 5º ano) devem ficar sob a responsabilidade dos municípios. "Continuaremos oferecendo o Ensino Fundamental 1 onde for preciso, mas o Estado pretende concentrar sua ação no Ensino Médio, por meio dos projetos do Ensino Médio Inovador e do ensino técnico profissionalizante”, afirmou Márcia Lucena.
Outra mudança prevista no reordenamento é a separação das escolas de Ensino Fundamental 1 das escolas de Ensino Médio. "Uma das ações do reordenamento é a transferência dos alunos do Ensino Fundamental 1, ou seja, do 1º ao 5º ano, para as escolas municipais ou estaduais mais próximas, mas isto só está acontecendo nos locais onde há escolas para receber esses alunos”, contou Márcia Lucena.
De acordo com o secretário de Estado da Educação, professor Afonso Scocuglia, com o reordenamento, a SEE pretende melhorar cada vez mais a rede estadual, erradicando os problemas encontrados. "Em 2011, percorremos todas as escolas e constatamos uma série de problemas. Com este reordenamento, pretendemos solucioná-los”, explicou.
Situações constatadas pela SEE – Na Escola Estadual Isidro Veras, localizada no município de Piancó, a equipe da SEE encontrou uma situação inusitada. Apenas cinco alunos estudavam na escola, que funcionava dentro da uma sala de aula de uma escola municipal. Em Coremas, na escola Barra de Oitis, foi encontrada uma situação semelhante, em que os alunos assistiam às aulas no terraço de uma escola municipal.
Outro exemplo do descaso com a educação do Estado ao longo do tempo foi encontrado em Emas, município da 6ª GRE. As escolas estaduais Margarida Loureiro e Padre Francisco Lopes funcionavam no mesmo local, em turnos diferentes. "Tivemos muitos casos de duas escolas que funcionavam dentro de um só prédio, com diretor e funcionários diferentes. Nesses casos, estamos unindo forças para investir na escola que permanecerá – ou seja, nada mudará para a comunidade, os alunos continuarão indo para a mesma escola, ocupando os mesmos espaços e os funcionários permanecerão nessa ou em outra escola que necessitar”, explicou Márcia.
Algumas das escolas que estão sendo reordenadas funcionavam em prédios que não pertenciam ao Estado. "Queremos restabelecer uma ordem tanto física quanto pedagógica e de pessoal, pois temos muitas escolas que estão em prédios alugados ou cedidos. Estamos revertendo essa distorção, porque não podemos investir num prédio alugado ou cedido da mesma maneira que podemos e devemos investir num prédio do Estado, que é o que vamos fazer”, informou a secretária executiva.
Outros casos constatados pela equipe da SEE são de escolas que funcionavam precariamente, com problemas na estrutura, e também escolas funcionando com número insuficiente de alunos em sala, além dos casos de escolas que já não funcionavam, mas continuavam com sua UTB ativa. De acordo com as Diretrizes Operacionais para o Funcionamento das Escolas Estaduais da SEE, as escolas de Ensino Fundamental devem ter 25 alunos em sala enquanto que as escolas de Ensino Médio devem funcionar com 30 alunos por sala de aula. "Existem outros casos de escolas que há seis anos não funcionavam, mas que continuavam com a UTB ativada em termos de pessoal, ou seja, uma escola funcionando sem alunos. Essa distorção deve ser consertada”, destacou Márcia Lucena.
Ampliação da rede de ensino – Paralelamente ao reordenamento o Governo do Estado também está ampliando a sua rede de ensino. Crianças, jovens e adultos da Paraíba poderão contar em 2011 com um reforço de novas escolas e a entrega de muitas unidades reformadas. "Estamos abrindo novas escolas e financiando, através dos municípios, 246 novas salas de aula e também estaremos implantando escolas técnicas em toda a Paraíba. As escolas reformadas, em reforma e que já foram dadas ordem se serviço somam 291”, anunciou o secretário de Estado da Educação Afonso Scocuglia.
Ainda este mês está prevista a entrega de quatro escolas que passaram por reformas e uma nova unidade escolar na cidade de Tenório com seis salas de aula no valor de R$ 751.393,25. A escola estadual Severino Félix de Brito, de Itapororoca, foi totalmente recuperada e teve concluído seu ginásio de esportes numa obra de R$ 559.430,56. Também tiveram as quadras de esportes reformadas as escolas Antônio Pinto, da cidade de Mamanguape, onde foram investidos R$ 313.055,39 e Professora Daura Santiago Rangel, em João Pessoa, cujo investimento foi de R$ 510.813,79. A escola estadual Jovelina Gomes, de Uiraúna, foi reformada pelo valor de R$ 366.180,54.
Em fevereiro, junto ao início do ano letivo, que começa no dia 13, a Paraíba comemorará a entrega de três novas escolas nos municípios de Cabedelo, Parai e Sapé, totalizando um investimento da ordem de R$ 2.847.112,49. Também serão ampliadas e reformadas quatro escolas em Cachoeira dos Índios, Cuité de Mamanguape, João Pessoa e São João do Rio do Peixe num investimento de R$ 1.205.441,03.
No mês de março está prevista a entrega de três novas unidades escolares nos municípios de João Pessoa, São Domingos de Pombal e Vieirópolis, com investimentos na ordem de R$ 2.398.422,47. Outras escolas que serão entregues passaram por reformas, ampliação e tiveram seus ginásios de esportes reformados ou construídos, com investimentos de R$ 4.795.600,08.
"Gostaria de finalizar informando a todos os pais e responsáveis que há vagas na rede estadual para todos os alunos inclusive em escolas próximas à suas casas”, completou o secretário. Segundo o governador Ricardo Coutinho, nenhum aluno ficará sem vaga na rede estadual de ensino.
As dúvidas sobre o reordenamento e as matrículas da rede estadual de ensino podem ser esclarecidas com a Gerência de Acompanhamento da Gestão Escolar (Geage) através do telefone 3218-4055.

Rio de Janeiro:

Polícia Civil apreende crack com a foto de Ronaldinho Gaúcho no Rio

Operação no Jacarezinho teve 88 pessoas acolhidas e ajuda da prefeitura.
Fotos de famosos são usadas como marketing para aumentar venda, diz PM.


Papelote Crack Ronaldinho Gaúho (Foto: Divulgação / 
Comunicação SMAS)Papelotes com a foto do jogador apreendidos na
comunidade do Jacarezinho nesta quarta-feira (11).

A Polícia Civil apreendeu, na manhã desta quarta-feira (11),  papelotes de crack, na comunidade do Jacarezinho, no subúrbio do Rio. Os papelotes levam a foto do jogador Ronaldinho Gaúcho, do Flamengo. Os policiais fizeram a apreensão enquanto faziam uma operação conjunta com a prefeitura. As informações são da Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS).
A assessoria da Polícia Civil ainda não soube informar a quantidade de papelotes que foram apreendidos durante a operação.
No ano passado, a Polícia Militar encontrou centenas de papelotes de cocaína com a foto da cantora britânica Amy Winehouse, na Favela de Manguinhos, no subúrbio. A apreensão aconteceu um mês após a morte da cantora. Na ocasião, a PM explicou que as fotografias de famosos são uma espécie de marketing para aumentar a venda de drogas.
Segundo a SMAS, na ação, 88 pessoas também foram acolhidas, oito são adolescentes. Esta foi a 17ª ação da prefeitura na cracolândia do Jacarezinho. No total, 1.139 pessoas já foram retiradas do local.
De acordo com a SMAS, após o processo de identificação na polícia, todos os acolhidos serão encaminhados para abrigos da prefeitura. Os adultos irão para o abrigo de Paciência, na Zona Oeste. Já as crianças e os adolescentes irão para a Central de Recepção Carioca, no Centro. Os menores identificados com alto grau de dependência química serão conduzidos para tratamento em uma das quatro unidades de abrigamento compulsório.
A operação contou com o apoio de homens Polícia Militar, agentes da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) e funcionários da prefeitura. Alguns profissionais do departamento de políticas, programas e projetos

Da redação/Informações

Na Paraíba:

Pedreiro é suspeito de esfaquear esposa e sogra em Santa Rita, PB

Vítimas estão no Hospital de Emergência e Trauma na capital.
Estado de saúde da esposa do suspeito é considerado grave.


Pedreiro é suspeito de esfaquear esposa na Paraíba (Foto: 
Walter Paparazzo/G1)Vítima de 28 anos chegando para ser atendida  no
Hospital de Emergência e Trauma na capital

Mãe e filha foram esfaqueadas dentro de casa na manhã desta quarta-feira (11) no bairro Várzea Nova, em Santa Rita, na Grande João Pessoa. O suspeito do crime é marido e genro das vítimas. Elas foram socorridas por uma equipe do Samu e encaminhadas para o Hospital de Emergência e Trauma na capital.
De acordo com o cabo Marcelo Alves, do Posto Policial do Trauma, a esposa do pedreiro tem 28 anos e o estado de saúde é considerado grave. “Provavelmente ela vai perder a mão porque tem dois golpes profundos no pulso”, disse o cabo Marcelo.
Já a mulher de 49 anos, que é sogra do suspeito, também apresenta vários golpes de faca pelo corpo. O cabo Marcelo disse ainda que a esposa do pedreiro não soube informar o que de fato motivou o ataque do marido. “Ela disse que ele não se drogava e que vivia da casa para o trabalho, mas que nesta semana eles já haviam discutido”, explicou.  Após o crime o pedreiro fugiu e até às 7h40 (horário local) ele ainda não havia sido capturado.

 Em Mato Grosso:

Criança de 2 anos atacada por pit bulls em MT está em estado grave na UTI

A criança foi atacada nesta segunda-feira (9), dentro da própria residência.
Quatro cachorros a arrastaram pelo quintal e três foram mortos a tiros.


Cadela da raça Pit bull se abrigou embaixo de um carro  
(Foto: Kelly Martins - G1) 
Cadela da raça pit bull se abrigou embaixo de um
carro
A criança de dois anos de idade atacada por quatro pit bulls dentro da própria residência, em Cuiabá, está internada em estado gravíssimo na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do setor pediátrico de um hospital particular da capital. A menina ficou ferida na cabeça e nos braços, na segunda-feira (9), e foi transferida do Pronto-Socorro municipal para a unidade privada nesta terça-feira (10).
Os pais da menina ainda estão abalados com toda a situação e se recusam a fornecer informações sobre o estado de saúde da filha. A unidade hospitalar também foi impedida pela família de dar detalhes sobre a situação clínica da menina.
Porém, as únicas informações concedidas pela diretoria da unidade são de que a criança está entubada e sem previsão de alta. A menina estava apenas com a babá quando foi atacada pelos cães, por volta das 14h, desta segunda.
A garota estava brincando na área da frente da casa e os cachorros escaparam do quintal, abriram o portão que dividia os fundos da residência e arrastaram a vítima. Ela só foi resgatada minutos depois por um policial à paisana que passava pela rua.


O policial militar estava armado com uma pistola ponto 40 e atirou contra os cachorros. Dois cães morreram na hora e outro tentou escapar, mas foi morto a alguns metros da residência, em um córrego. Já o quarto cachorro foi encontrado ainda no bairro, embaixo de um veículo. Uma equipe do Centro de Controle Zoonoses da capital foi acionada e resgatou a cadela do local.


Em entrevista  a babá Edinéia da Conceição Carvalho, de 32 anos, afirmou que ficou desesperada com toda a situação. “Eu fiquei desesperada quando a vi [criança] sendo mordida pelo cachorro. Foi algo terrível, mas fiz tudo o que podia na hora”, frisou.

A babá disse também que nunca teve contato com os cachorros porque eles ficavam nos fundos da residência e ela não tinha acesso ao local. “Sempre tive medo dos cães porque sabia que eles não me conheciam e poderiam me estranhar qualquer dia. Mas, até então, não tinha ocorrido nenhum ataque”, ressaltou.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...